sábado, 2 de outubro de 2010

Franciscanos Evangélicos/protestantes da Alemanha

O texto abaixo foi copiado do site http://www.canaan.org.br/irmandade_irmaos.htm
O Ministério de Canaã é um ramo evangélico/protestante criado na Alemanha. As irmãs Madre Basilea e Madre Martyria eram Luteranas. Uniram-se a elas mulheres Batistas,  Metodistas, presbiterianas e de várias igrejas evangélicas. Este grupo permanece forte e tem um convento no Brasil, em Curitiba. São irmãs evangélicas que vivem e pregam o Evangelho de Cristo. 
               Em 1967 nasceu o ramo masculino. Este ramo vive ainda hoje o carisma de Francisco. É um grupo Franciscano. 
               Leia o belíssimo texto abaixo e depois assista o vídeo de Canaã no Brasil em oração e contemplação. 




Em meados da década de 1960, Deus mostrou que ali em Canaã haveria uma Irmandade de Irmãos, com a mesma vocação de servir em Canaã, no espírito do primeiro amor por Jesus.
 Assim como o nome “Irmandade de Maria” indica o objetivo espiritual de seguir a Jesus até a cruz, segundo o exemplo de Maria, a Sua mente, assim também São Francisco de Assis é, em sentido especial, o exemplo para os Irmãos Franciscanos de Canaã. Na vida de São Francisco podemos ver o sinal e as bênçãos de um homem dedicado a Deus, inspirando cristãos através dos séculos.

40º  Aniversário:
Repetidasvezes encontramos pessoas que olham interessadas para nós e reagem com surpresa, quando compartilhamos quem somos e o que fazemos: Oh, em Canaã existem Irmãos também? Nós não sabíamos!
Realmente existimos  já há 40 anos.  alguns de nós desde o início, mas a maioria veio mais tarde. Pelo fato de sermos apenas um pequeno grupo e não envolvidos tanto com o ministério ativo fora de Canaã, não somos tão conhecidos.
Assim, pois, o que leva um rapaz a fazer parte de uma comunidade, composta predominantemente por mulheres?
Acima de tudo, existe um chamado de Deus e Sua orientação na vida individual de cada Irmão. Cada um de nós poderia compartilhar pessoalmente a sua história de como descobriu o amor de Deus por meio de Jesus Cristo, e como tornou-se cada vez mais forte o anseio do seu coração: Quero amar a Jesus acima de tudo o mais, porque Ele me amou tanto. Em nossas fundadoras, Madre Basilea e Madre Martyria, bem como nas Irmãs, podíamos ver uma alegria tão radiante, que nenhum ser humano por si mesmo pode produzir. Será que isto seria também possível para nós, homens?
Por que existem apenas Irmãs de Maria? Por que não há Irmãos de Maria? Essa questão foi resolvida em 1967. Nessa época as duas madres da Irmandade Evangélica de Maria aceitaram alguns homens na comunidade como Irmãos Franciscanos de Canaã. Embora não tenhamos o mesmo nome, Maria, a mãe de Jesus, em sua vida singular de fiel discipulado, tem sido da mesma forma um exemplo brilhante para nós.
São Francisco! Quão fascinante é este homem simples e despretensioso de Assis. Muitos anos antes da fundação da nossa fraternidade, a vida e o exemplo de São Francisco tiveram um profundo significado para a Madre Basilea, abençoando-a ricamente. Ela compartilha o seguinte no prefácio do seu livreto, O Mundo de São Francisco (não traduzido em português):
Em sua personalidade, seu caráter e sua vida descobri a mensagem do Evangelho: "Se não vos tornardes como crianças... Graças te dou, ó Pai, porque ocultaste estas coisas aos sábios e entendidos, e as revelaste aos pequeninos, aos fracos e ignorantes..."
O cativante coração infantil e humildade de Francisco de Assis, que se tornaram a fonte de todo poder e autoridade no seu ministério por Jesus, tocaram o meu coração. O ardente amor por Jesus, nascido do arrependimento, a estreita comunhão do coração com Jesus, quem é a fonte de toda a alegria. Tudo isso eu podia ver na vida de S.Francisco. Isso fortaleceu em mim o desejo de amar mais a Jesus. Dos resultados da vida e discipulado de S.Francisco, percebi que somente o amor ardente por Jesus traz a solução para os problemas e dificuldades na Igreja e no mundo,  como foi demonstrado em certo sentido na sua época.
 Não podemos imaginar adequadamente a influência tremenda que Francisco exerceu em sua época. Dentro de alguns anos havia cerca de 5.000 homens que seguiam o seu exemplo. Anteriormente, ele tinha levado uma vida semelhante a muitos outros rapazes do seu tempo e, contudo, havia um grande anseio em seu coração por algo mais profundo e autêntico. No entanto, ele havia ignorado isso por muito tempo. Ele provavelmente percebeu que esse anseio interior não poderia ser satisfeito, sem antes desprender-se de várias outras coisas. Ele ouviu então o chamado extraordinário: Francisco, vá e restaura a Minha casa! Não era ele uma pessoa para quem a igreja significava tão pouco? Mas Francisco atendeu a esta voz e reconheceu Aquele que lhe havia falado: Jesus Cristo.
Até os dias de hoje este chamado também nos move profundamente: Vem, e segue-Me! Dessa forma, cada Irmão tem experimentado um chamado muito pessoal do Senhor, para responder ao Seu amor, deixando seu lar e familiares, e consagrando-se inteiramente a Jesus e à maneira como Ele nos dirige, e para alguns isto significou um vôo sobre o oceano.
Na sua carta do Jubileu de 60 anos, em 2007, as Irmãs compartilharam a respeito dos carismas originais (adoração, arrependimento, caminhos de fé, etc), que basicamente surgiram do caminho pelo qual foram conduzidas as nossas duas Madres. Na época em que nós, Irmãos, começamos a participar da comunidade, as Irmãs já haviam partilhado a vida comunitária durante vinte anos e colocado os alicerces para toda a nossa comissão. A nossa fundação não correspondeu a eventos tão dramáticos como a destruição da cidade de Darmstadt, a 11 de setembro de 1944, conforme nos relataram as Madres e Irmãs. Nem mesmo tivemos que construir nossa própria casa. Quando chegamos, Canaã estava praticamente estabelecida, embora no decorrer dos anos estivéssemos envolvidos em vários projetos de construção. Contudo, como poderemos continuar edificando sobre esses fundamentos, enquanto trabalhamos ao lado da Irmandade?
Mesmo nos primeiros anos da fraternidade, já estivemos envolvidos em alguma medida nos retiros  e serviços em outros lugares. Dessa maneira pudemos adquirir experiência em compartilhar a mensagem espiritual da nossa comunidade com outras pessoas, e ainda continuamos a ministrar aos nossos visitantes masculinos. Entretanto, na maior parte do tempo nossos talentos e habilidades foram aplicados principalmente em áreas técnicas, mecânicas e em jardinagem. Em todas essas atividades, a nossa vida espiritual tem crescido de maneira escondida. Debaixo das pressões do dia-a-dia, repetidamente elevamos as nossas falhas e insuficiências ao Senhor e experimentamos a cura para o nosso coração. Chegamos assim a conhecê-lO melhor e aprendemos como testemunhar das nossas experiências com Jesus. É um contínuo processo de crescimento, embora às vezes nos pareça que estamos regredindo. Entretanto, visto que o nosso Pai celestial cuida ternamente de nós, vivemos na expectativa de como Seus planos serão desenrolados para nós, e de como poderemos continuar complementando-nos como Irmãos e Irmãs.
Desejamos aceitar renovadamente esse desafio, em agradecimento por tudo que temos recebido das nossas Madres e Irmãs. Mesmo que a nossa vida em muitos aspectos não corresponda aos ideais dos tempos atuais, e não tenhamos muito para apresentar em termos de padrões terrenos, ainda assim desejamos cada vez mais tornar-nos canais úteis para o Senhor. Procuramos viver e andar no caminho do primeiro amor a Deus. Na verdade, para nós homens também, este é o caminho do amor nupcial por Deus, o amor profundo e exclusivo.
Deus tem nos carregado através de altos e baixos nos 40 anos passados, durante tempos de crescimento e ministérios específicos, mas também através de períodos de poda e redução. Alguns homens compartilharam a nossa vida comunitária por um período mais longo ou mais curto, sendo dirigidos então de maneira diferente. A sua saída muitas vezes foi dolorosa para ambas as partes. Mas nós confiamos no Senhor que Ele nos guiará ao longo do nosso caminho especial e incomum e nos sustentará para a Sua glória.
Se Francisco de Assis andava chorando pelas ruas no seu tempo, lamentando o amargo sofrimento do nosso Senhor, não deveríamos fazê-lo muito mais hoje, quando Ele raras vezes é tomado a sério? S.Francisco anelava de todo coração que Deus fosse reconhecido e amado, e que as pessoas deixassem seus velhos caminhos e tivessem um novo encontro com Deus.
Assim, nesse quadragésimo aniversário da nossa fundação, oramos para que que esse fervor de glorificar a Deus seja novamente despertado em nossa vida. Nos dias de hoje sofremos a dor pelo nosso mundo ímpio sem Deus. Entretanto, também nós, os cristãos, precisamos perguntar-nos onde temos obstruído ou obscurecido a visão das outras pessoas, porque as confundimos ou ferimos através da nossa imaturidade ou cristianismo superficial. Queremos viver hoje na presença de Deus a fim de testemunhar: ELE vive, ELE nos criou, ELE nos redimiu e ELE completará a obra que começou em nós. Que Ele guie a cada um de nós, e a muitos outros que O amam, para o alvo que Ele carregou por nós em Seu coração desde a fundação do mundo.

 Os Irmãos Franciscanos de Canaã
Endereço: Heidelberger Landstrasse 107, 64297 Darmstadt, Alemanha
Postar um comentário