sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Preparando o Natal como Francisco

Francisco e o Tempo do Advento


Francisco tinha um grande amigo, nobre e honrado em sua terra, que morava na cidade de Greccio - Itália.  Este amigo se chamava João e, apesar de nobre e rico, amava a nobreza de espírito acima de tudo. Quando faltavam quinze dias para o Natal do ano de 1223, Francisco mandou lhe dizer que iria celebrar o Natal em Greccio e que desejava ver com os próprio olhos como o Menino Jesus nasceu em Belém, as penúrias que passou e como foi posto sobre a palha entre um boi e um burro. Para isso, precisava que João tomasse algumas providência, o que foi feito imediatamente e no lugar indicado por Francisco. 

O Tempo do advento é este rico tempo de preparação. Preparamos a vida, o culto, o templo, a igreja e a casa.
Algumas igrejas evangélicas celebram esta data litúrgica com muita serenidade e contemplação.
O Advento começa com as vésperas do quarto domingo antes do Natal e termina antes das vésperas do Natal. Os domingos deste tempo se chamam 1º, 2º, 3º, e 4º do Advento. Os dias 16 a 24 de dezembro tendem a preparar mais especificamente as festas do Natal. O tempo do Advento tem uma duração de quatro semanas.

Podemos distinguir dois períodos:
1) No primeiro deles, que se estende desde o primeiro domingo do Advento até o dia 16 de dezembro, aparece com maior relevo o aspecto escatológico e nos é orientado à espera da vinda gloriosa de Cristo. As leituras convidam a viver a esperança na vinda do Senhor em todos os seus aspectos: a) sua vinda ao fim dos tempos, b) sua vinda agora, cada dia, e b) sua vinda há dois mil anos.
2) No segundo período, que abarca desde 17 até 24 de dezembro, inclusive, se orienta mais diretamente à preparação do Natal. Somos convidados a viver com mais alegria, porque estamos próximos do cumprimento do que Deus prometera. Os evangelhos destes dias nos preparam diretamente para o nascimento de Jesus.

Temos quatro semanas nas quais de domingo a domingo vamos nos preparando para a vinda do Senhor.
1º Domingo: A primeira das semanas do Advento está centralizada na vinda do Senhor ao final dos tempos. A liturgia nos convida a estar em vela, mantendo uma especial atitude de conversão.
2º Domingo: A segunda semana nos convida, por meio de João Batista a “preparar os caminhos do Senhor”; isso é, a manter uma atitude de permanente conversão. Jesus segue chamando-nos, pois a conversão é um caminho que se percorre durante toda a vida.
3º Domingo: A terceira semana preanuncia já a alegria messiânica, pois já está cada vez mais próximo o dia da vinda do Senhor.
4º Domingo: A quarta semana nos fala do advento do Filho de Deus ao mundo.
Quanto às leituras dominicais, as primeiras leituras são tomadas de Isaías e dos demais profetas que anunciam a Reconciliação de Deus e, a vinda do Messias.
Nos três primeiros domingos se recolhem as grandes esperanças de Israel e no quarto, as promessas mais diretas do nascimento de Deus.
A cor dos paramentos do altar e as vestes clericais é o roxo, igual à da Quaresma, que simboliza austeridade e penitencia.
Francisco de Assis pediu a João, em Greccio, para preparar o primeiro presépio. Que este Advento seja uma preparação calma, devagar e cheia de alegria e conversão. Louvado seja Deus pelo Advento do Senhor. Prepare-se! O Senhor virá!

Fonte: http://www.cantodapaz.com.br/blog/
Postar um comentário